Como a Educação 4.0 pode transformar a educação

Dia do Engenheiro Eletricista!
11/23/2019
Óleo vazado no Nordeste chega ao Rio de Janeiro: entenda
11/27/2019

Como a Educação 4.0 pode transformar a educação

Indústria 4.0: breve introdução

Muito se tem falado sobre Indústria 4.0 atualmente. Nesse novo momento, os processos estão integrados de forma vertical em todas as organizações, desde o desenvolvimento e a compra de produtos, até fabricação, logística e serviços.

Os dados de processos de operações, eficiência de gestão da qualidade, bem como o planejamento de operações estão disponíveis em tempo real e otimizados em uma rede integrada.

Indústria 4.0

A partir dessas mudanças importantes, todos os processos citados envolvem educação de base e continuada. Há uma dependência de inovação consistente e sustentável, realizada a partir da concepção de planos estratégicos/táticos de gestão e, fundamentalmente, da realização de um programa de formação profissional continuada dedicado a educadores, especialistas, orientadores e coordenadores que atuam na escola. A mudança de cultura local se consolida no âmbito interno da própria instituição.

Mudanças na Educação: Educação 4.0

Com a Indústria 4.0, há mudanças fundamentais na Educação, que agora também se tornou 4.0. Nesse cenário, algumas dimensões estarão cada vez mais integradas e serão tratadas de forma inseparável. O objetivo é proporcionar abordagens mais potentes, complexas e abrangentes para o enfrentamento dos desafios propostos pela Sociedade 4.0.

Entenda alguns dos pilares flexíveis de sustentação nesse novo modelo de sociedade:

  • Habilidades interpessoais (soft skills).
  • Capacidade para fazer escolhas e tomar decisões (competências).
  • Disposição inteligente para contextualizar um problema e buscar soluções.
  • Promoção de estudos continuados, pesquisa acadêmica e aplicada.

Educação 4.0: contexto para uma mudança de paradigma

Existem muitos temas sobre Educação diretamente relacionados com a questão de inovação na educação, em especial na área de Engenharia. Em meu trabalho de pesquisa, procuro analisar os processos e metodologias inovadoras para aumentar a capacidade socioemocional, cognitiva, científica e tecnológica dos empreendedores e colaboradores da produção competitiva do futuro.

No que tange às profundas mudanças comportamentais, relacionadas com a maneira como os alunos estudam e aprendem, as novas demandas têm provocado grandes desafios às instituições de ensino da Educação Básica e Superior no Brasil e em todas as partes do mundo. A seguir, apresento o Projeto Inova ITA, desenvolvido em minha pesquisa de pós-doutorado no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

Modelo Teórico e Tecnológico – Projeto Inova ITA

O Projeto Inova ITA foi voltado para formação de docentes daquela instituição, mas pode ser aplicado em instituições de Ensino Superior ou Básico. Sua base apresenta quatro pilares de sustentação.

  • Modelo sistêmico de educação – É o pilar central. Nessa fase, a instituição de ensino aprende a observar sua instituição de forma sistêmica.
  • Educação científica e tecnológica – Momento de fundamentar a educação com seus principais pressupostos, incluindo teorias sobre como as pessoas aprendem.
  • Engenharia e gestão do conhecimento – Pilar importante nos processos de ensino-aprendizagem. Abrange tecnologias, mídias analógicas e digitais, e como essas ferramentas podem contribuir para o desenvolvimento de valores, competências, habilidades dos alunos.
  • Ciberarquitetura – Revela como um mesmo espaço pode ser transformado em diferentes lugares, permeado de informações dentro de uma hipercomunicação, quem vem e vai para toda nossa rede de contatos. Na sala de aula, por exemplo, há a conexão física professor-aluno, mas não só isso.

Como implementar um programa de Gestão da Inovação da Escola?

Para implementar um programa de Gestão da Inovação da Escola, é fundamental a criação de um plano estratégico de inovação. Todos os níveis, incluindo a alta direção, precisam estar envolvidos. A inovação é um ente fundamental para o crescimento, desenvolvimento e atualização continuada da instituição diante de um contexto incerto e mutável.

Etapa 1 – Desenvolvimento de um plano tático de execução da inovação

A participação fundamental do chefe de departamento, coordenadores, especialistas é fundamental. A inteligência deve estar distribuída, com metas definidas, realizando um trabalhado de gestão continuada.

Etapa 2 – Programa de Educação continuada na escola

É o momento da formação dos docentes. Esse é o ponto fundamental para que a inovação seja implementada.

Para aprofundar seus conhecimentos sobre a Educação 4.0 e o Projeto Inova ITA, assista ao meu vídeo a seguir.

Educação 4.0.

Conheça meu novo canal no YouTube Inova e4 aqui.

Cassiano Zeferino
Cassiano Zeferino
Cassiano Zeferino de Carvalho Neto é fundador e Presidente do Instituto Galileo Galilei para a Educação (IGGE, 1997) e fundador e Chairman do Instituto para a Formação Continuada em Educação (IFCE, 1999). É fundador da Laborciencia editora (1989 – atual) e fundador/curador da inovae4. É autor do projeto de criação do Laboratório de Pesquisa em Educação Científica e Tecnológica do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA, 2014 – 2017), instituição onde realizou dois pós-doutorados, respectivamente com ênfase em Inovação na Educação em Engenharia (Projeto Inova ITA – CAPES/ITA, 2017-2019) e em Educação Digital e Ensino de Física (2011 - 2012). Tem doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento e Mestrado em Educação Científica e Tecnológica, ambos realizados na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC, 2011, 2006) e é especialista em Qualidade na Educação Básica (INEAM/OEA/USA, 2004). Sua formação de base é em Pedagogia e Física pela PUCSP (2004, 1982). Tem formação técnica em Eletrônica Digital e Analógica (1973, 1971).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *