Engenharia de Produção: tudo sobre a área

Dia 11 de dezembro - Dia do Engenheiro
Homens e mulheres que revolucionaram a Engenharia
12/11/2019
A importância da formação do professor
A formação de professores no Brasil
01/02/2020

Engenharia de Produção: tudo sobre a área

Neste dia 17 de dezembro, comemora-se o Dia do Engenheiro de Produção. Quer saber tudo sobre a profissão? Então, leia a seguir o artigo do professor Murís Lage Junior (UFSCar) sobre a área.

Neste texto, eu tomarei a liberdade de usar uma analogia para descrever a Engenharia de Produção.

Imagine um sistema produtivo e de serviços como se fosse um “concerto musical”. O Engenheiro de Produção é o “maestro”. A “orquestra” são as pessoas, e os “instrumentos musicais” são as instalações e máquinas, os materiais, a energia e as informações. Como “maestro”, o Engenheiro de Produção “movimenta sua batuta” para que a “orquestra” utilizando os “instrumentos” se inter-relacionem de maneira coordenada para produzir produtos e serviços – a “música”. As “partituras” são os conhecimentos relacionados à gestão da cadeia de suprimentos, à logística, ao planejamento e controle da produção, à gestão da qualidade, à organização do trabalho, à ergonomia, à gestão de custos, à gestão estratégica, à engenharia do trabalho etc.

Enquanto a orquestra está “tocando”, pode ser preciso otimizar a “melodia” que está sendo produzida, então o Engenheiro de Produção deverá utilizar a pesquisa operacional; ou então, os “instrumentos” podem necessitar de manutenção, então o Engenheiro de Produção deverá utilizar a gestão da manutenção; ou então, pode-se desejar verificar como ficaria uma nova “orquestra” com “instrumentos” diferentes, então o Engenheiro de Produção deverá utilizar a simulação. Para saber se a “música” está sendo bem tocada, o Engenheiro de Produção deverá utilizar a gestão de desempenho, que mostrará se os custos estão adequados, se a qualidade está aceitável, se a flexibilidade está eficiente, e se as datas e horários estão sendo cumpridos.

Por essa analogia simples, percebe-se que a Engenharia de Produção possui uma diferenciação importante em relação às outras engenharias. A maioria das engenharias é focada em apenas alguns dos elementos presentes nos sistemas de produção e serviço como, por exemplo, a Engenharia Elétrica que trabalha com eletricidade, eletromagnetismo e eletrônica. Já a Engenharia de Produção é uma engenharia que, em sua essência, deve entender como estruturar e coordenar vários dos elementos constituintes de um sistema produtivo (instalações, máquinas, materiais, pessoas, energia e informações).

O Engenheiro de Produção precisa estabelecer e manter: contato permanente com os fornecedores, para que as matérias primas sejam entregues nas quantidades exatas, com qualidade e dentro dos prazos; proximidade com os projetistas de produtos e processos para que a produtividade seja garantida e para que a tecnologia seja adequada; um relacionamento saudável com os clientes, garantindo sua fidelidade. Ao Engenheiro de Produção também é requerido: que se utilize cada vez menos insumos para produzir cada vez mais, com responsabilidade social e ambiental; que atenda às metas crescentes de vendas utilizando os mesmos recursos ou até menos recursos (inclusive financeiros).

Por ser uma engenharia generalista, a Engenharia de Produção possui uma vasta gama de áreas de atuação, entre as quais pode-se citar Engenharia de Operações e Processos da Produção, Logística, Pesquisa Operacional, Engenharia da Qualidade, Engenharia do Produto, Engenharia Organizacional, Engenharia Econômica, Engenharia do Trabalho e Engenharia da Sustentabilidade.

Esse papel de “maestro” é bastante desafiador, pois mesmo pequenos erros podem causar grandes “desafinações” que toda a “plateia” perceberá. Por outro lado, se o concerto for bem executado, certamente o resultado será “música para os ouvidos” dos clientes e da sociedade em geral.

Quer saber mais sobre Planejamento e Controle da Produção? Acesse o site do GEN aqui e conheça o livro do autor: Planejamento e Controle da Produção Teoria e Prática.

Para saber mais sobre as outras habilitações de Engenharia, clique aqui.

Murís Lage Junior
Murís Lage Junior
É graduado em Engenharia de Produção Química pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Possui mestrado e doutorado em Engenharia de Produção na linha de pesquisa em Planejamento e Controle de Sistemas Produtivos por esta mesma instituição. Atua nas áreas de Planejamento, Programação e Controle da Produção e em Educação em Engenharia de Produção. É docente do curso de Graduação em Engenharia de Produção da UFSCar, Campus São Carlos, e autor de outros três livros e um DVD na área de Engenharia de Produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *