Pela 1ª vez, negros são maioria nas universidades públicas

Fórmula 1 anuncia planos para ser totalmente sustentável até 2030
11/13/2019
Novas DCNs para Engenharia: o que muda?
11/14/2019

Pela 1ª vez, negros são maioria nas universidades públicas

Pela primeira vez na história do Brasil, negros (pretos e pardos) são maioria no ensino superior público, totalizando 50,3%. Esse dado foi divulgado pelo estudo Desigualdades Sociais por Cor ou Raça, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e se refere aos anos de 2016 a 2018.

A justificativa para o aumento, de acordo com Luanda Botelho, analista da Coordenação de População e Indicadores Sociais do IBGE, em entrevista para o jornal Estadão, é que muitos jovens estão se autodeclarando pretos ou pardos.

De acordo com a pesquisa, a população negra está melhorando seus índices educacionais, tanto de acesso como de permanência, apesar de ainda se manter bem atrás dos índices medidos entre pessoas brancas. A informação é da Agência Brasil. Mas, em avaliação do IBGE, é possível dizer que os negros ainda estão sub-representados no ensino superior público, já que são maioria da população brasileira (55,9%).

Estatísticas do ensino superior

Entre os jovens pretos ou pardos de 18 a 24 anos que cursam ensino superior, houve um aumento de 2016 (50,5%) para 2018 (55,6%). Esse patamar, porém, ainda está abaixo dos 78,8% de estudantes brancos da mesma faixa etária no ensino superior. No ensino superior da rede privada, os negros ainda são minoria nos cursos, totalizando 46,6%.

Conheça o Estudo Desigualdades Sociais por Cor ou Raça (IBGE)

De acordo com o IBGE, “esse estudo faz uma análise das desigualdades entre brancos e pretos ou pardos ligadas ao trabalho, à distribuição de renda, à moradia, à educação, à violência e à representação política

As análises desse estudo estão concentradas somente nas desigualdades entre brancos e pretos ou pardos, devido às restrições estatísticas impostas pela baixa representação dos indígenas e amarelos no total da população brasileira quando se utilizam dados amostrais. Em 2018, 43,1% da população brasileira era branca; 9,3%, preta; e 46,5%, parda. Esses três grupos juntos representavam 99% do total de moradores do país.”

Leia aqui os dados completos da pesquisa no site do IBGE.

GEN Exatas
GEN Exatas
Editorial GEN Exatas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *